Pestilence - "Doctrine" (2011)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pestilence - "Doctrine" (2011)

Mensagem por ArcanumMortis em 29/1/2012, 07:25

"Temos assistido nos últimos anos a um retorno de diversas bandas que nos cativaram a atenção quando eramos mais novos. Casos como os Atheist, os Gorefest (que entretanto terminaram novamente, e ao que parece, definitivamente) e os Pestilence. Estes holandeses, praticantes de um death metal técnico, tiveram os seus “15 minutos de fama” durante os anos 90, durante os quais lançaram discos que ajudaram a definir um estilo que na altura andava um pouco perdido e sem ideias. Discos como “Testimony of the Ancientes”, onde o death metal mais técnico é explorado até ao limite e que lhes valeu o estatuto de uma das grandes bandas europeias do seu tempo e o controverso “Spheres”, trabalho pouco compreendido pela critica e fãs, pela sua mistura de música brutal e influências jazz (um pouco como os Cynic fizeram na mesma altura), que, apesar de ser bastante ambicioso e original, era estranho para um publico pouco habituado a este tipo de fusões e sonoridades. Daí que a banda tenha decidido terminar pouco depois da edição deste disco.

Os anos foram passando e o nome Pestilence nunca foi esquecido pelo público. Um pouco à semelhança dos Cynic, sempre existiu um certo hype à volta da banda e a vontade para o regresso ao activo sempre foi muito solicitada, algo que o seu mentor Patrick Mameli sempre adiou, pois considerava que não iria trazer nada de novo ao panorama metálico. O certo é que Mamelli reconsiderou e em 2009 lançaram “Resurrection Macabre”, um bom disco de death metal Made in Netherlands, mas que ficou um pouco aquém do que se esperava, para um público que esperou mais de 15 anos pelo seu regresso. No entanto não era um mau disco, o que demonstrava que os Pestilence ainda poderiam mostrar que poderiam fazer muito melhor e eis que surgem em 2011 com este “Doctrine”, um disco muito mais sólido, coeso e interessante que o seu antecessor. Logo à partida, uma banda onde os quatro integrantes são holandeses, falam a mesma língua e podem trabalhar as ideias juntos é muito melhor do que se existia no passado, onde a banda, apesar de ter executantes de primeira linha, era logisticamente complexo escrever um disco quando o baixista Tony Choy vivia na Florida e o baterista Peter Wildoer na Suécia. Apesar da internet facilitar muito a partilha de música e ideias, não é a mesma coisa que quatro músicos enfiados numa sala de ensaios, em composição. Daí que Mameli tenha decidido recrutar para a banda os préstimos do baixista-virtuoso Jeroen Paul Thesseling (antigo integrante a banda e ex-Obscura) e o desconhecido Yuma van Eekelen para a posição de baterista, mantendo o núcleo duro de guitarras com Mameli e Patrick Uterwijk.

Para nos situarmos (e para quem conhece a carreira da banda), podemos considerar este “Doctrine” como uma mistura dos “Testimony of the Ancientes” com “Consuming Impulse” e um pouco do “Spheres”. Death metal pesado e intenso, influências jazz e muita técnica. Para este sexto trabalho, a banda utilizou guitarras de oito cordas, o que indica que o som é pesado, muito pesado. Se aliarmos a isso uma técnica de escrita muito própria dos Pestilence, estamos perante um disco que valerá (muito) a pena escutar.(...)"

Ler a review completa em: http://www.metalimperium.com/2012/01/pestilence-doctrine-review.html
avatar
ArcanumMortis

Mensagens : 76
Data de inscrição : 16/12/2009
Idade : 28
Localização : Setúbal

Ver perfil do usuário http://metalimperium.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum